Serviço promete revolucionar o mercado de mobilidade ao aumentar a receita dos motoristas sem fazer o passageiro pagar mais por isso.

O serviço de transporte por aplicativos não é mais novidade no Brasil, há anos essa modalidade vem crescendo e causando efeitos positivos, como a democratização da mobilidade, que se deve aos valores baixos em relação aos praticados pelo tradicional serviço de taxi e a diminuição da quantidade de veículos nas ruas, o que além de melhorar o trânsito também contribui com o meio ambiente.

São inegáveis os efeitos dessa inovação, mas não podemos deixar de considerar também as falhas no serviço, principalmente quando essas falhas impactam diretamente a vida de quem ocupa uma das posições mais importantes para a execução dessa operação: o Motorista.
Não é de hoje que esses profissionais se queixam das altas taxas que pagam às empresas nas quais estão cadastrados para receberem solicitações de viagens, e das punições que recebem ao não aceitar essas corridas, ainda que ao final só lhes reste prejuízo. Isso ocorre porque embora o serviço seja inovador, a forma de se relacionar com o motorista nesse mercado ainda é a ultrapassada cobrança percentual individual unitária, isto é: O motorista paga uma porcentagem alta por cada corrida individualmente.


E é exatamente nesse contexto que surge o “Pub Driver”: Um aplicativo por assinatura para motoristas! O motorista paga um valor mensal à empresa Private Urban Technologies pelo uso mensal do aplicativo, nesse período ele pode aceitar corridas nos horários em que preferir. Nenhuma porcentagem das corridas é cobrada.

Além das vantagens econômicas do aplicativo, o motorista também pode rejeitar as viagens que não quiser sem sofrer punições, destaca-se também a possibilidade de passageiras optarem por motoristas mulheres sem pagar mais por isso, dentre outras vantagens.
Motoristas interessados devem baixar o aplicativo, realizar o cadastro e aguardar o contato da empresa. Para baixar basta utilizar o link:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário